Wednesday, April 18, 2007

Da arte de ser um prognata

Cerca de três anos atrás, comecei a sentir certo desconforto na articulação da mandíbula. Logo depois, vieram os ESTALOS involuntários quando fazia determinados movimentos, como abrir a boca. Eram pontuais. Precavido, procurei um dentista acostumado a atender a família. É um velhote alemão, que, apesar de lembrar o Doutor Caligari, sempre mostrou-se simpático. Desde o início, me deixou claro que não era especialista, mas afirmou que havia uma desproporção entre minha mandíbula e o maxilar superior, sendo necessária uma cirurgia que implicaria SERRAR o osso da maxila inferior para um posterior encaixe da articulação. "Além disso, tu vais notar uma melhora estética." Obviamente, duvidei do parecer. "O velho enlouqueceu", pensei. "E ainda por cima tripudia das minhas peculiaridades estéticas."

Depois daquilo, tentei esquecer o assunto. Não procurei mais ninguém. Mas os estalos tornaram-se mais freqüentes e, às vezes, eram seguidos por dores localizadas na cabeça, principalmente na parte de trás, acima da nuca. Alguma dor ocasional na articulação também apareceu. Com algum tempo livre, na semana passada deixei em casa minha negligência relativa a problemas de saúde e fui a uma cirurgiã bucomaxilofacial. Entrei no consultório meio nervoso. A secretária estava assistindo a um desses programas bizarros que passam pela manhã na televisão. No caso, um senhor de meia-idade queria vender um ralo anti-ratos que ele mesmo inventara.

Quando entrei no consultório, tive o impulso de alertar que o batom rosa não combinava com a pele morena da médica, mas fiquei na minha. Muito simpática, ela. Mas não evitou o desconforto de que sempre sou acometido quando alguém enfia seis dedos na minha boa. "Abre e fecha", disse, colocando as duas mãos nas articulações, pouco abaixo das orelhas. "Teu caso necessita de uma cirurgia MACRODÔNTICA", me informou. A intervenção, em termos gerais, é como o Caligari havia me falado e tem como clímax a extração de um pedaço do osso. "É uma operação bem desgastante, tanto para o paciente como para quem faz." Desgastante para quem faz. Imediatamente, imaginei uma pessoa SUANDO de forma tresloucada, debruçada sobre a minha cara, serrando o osso da mandíbula, enquanto eu, anestesiado, sonhava com nenúfares.

"Tu precisa usar aparelho e depois fazer a cirurgia. Terás que ficar quinze dias com a boca fechada e a recuperação total demora cerca de seis meses." Além disso, me falou que é a única saída e que medicamentos seriam apenas paliativos. Alertou-me também sobre a necessidade de fazer uma placa ortodôntica para usar durante o sono, momentos em que mais tensionamos os músculos. Receitou relaxantes musculares para quando eu ficar meio NERVOSO. Saí de lá transtornado. Pensava que o Caligari estava equivocado, que seus métodos eram medievais - ou expressionistas - e que a única coisa que importava para ele era pensar na aposentadoria. Aproveito para pedir desulpas.

Pretendendo obter a avaliação CABAL, fui ao Hospital Santa Casa, onde os profissionais da área são extremamente qualificados, segundo a médica me disse. E o atendimento também é uma ternura. No consultório, vi um molde de mandíbula com o osso rachado, ligado por uma placa de metal e quatro parafusos pequenos. Percebi estar no lugar certo. O médico perguntou o motivo de minha presença. Desconforto. Estalos. Preocupação. Disse as mesmas coisas de outras oportunidades.

"Abre e fecha". Abri e fechei. "Tua mandíbula é muito grande. MUITO grande. Tua compleição facial é ANORMAL. Não anormal assim, de DEFICIÊNCIA, mas é bem PECULIAR." Tecnicamente, sou um prognata - ou prógnato -, aquele que tem as mandíbulas proeminentes. "Se tu viver até os 80 anos [otimista, ele] e não fizer a cirurgia, terás que conviver com a dor. Pode ser muita dor ou pouca dor, isso não podemos dizer ainda." Explicou-me que isso não é tão incomum como pode parecer, que pelo menos uma cirurgia dessas é realizada por semana. Afirmou também que os medicamentos não são suficientes, que a minha mordida é "cruzada" e, a exemplo do sábio Caligari, disse que terei uma melhora estética. "Não que as mulheres não te achem bonito."

Papo vai, papo vem, mordida cruzada, mandíbula serrada, exigiu: "coloca a língua para fora". Estendi o TENTÁCULO. "Barbaridade, mas o que tu tens aí é uma ARMA SEXUAL." Não consegui não gargalhar, sentindo um ORGULHO especial. O médico, provavelmente invejando minha posição de fonte inesgotável de prazer, advertiu, sério: "o problema é que a musculatura da língua tem muita força, causa muita pressão. Se tua mandíbula for recuada, a língua pode forçar os dentes. Pode ser necessário proceder com uma correção plástica". Desconfiado, exigi explicações, que diabos seria "correção plástica". "Cortar um pedaço", resumiu. Eu já sabia o que era. Evitei me manifestar, mas discordei, embora sempre tenha achado estranho o fato de conseguir lamber meu prórpio nariz.

Conceitualmente, a cirurgia me incomoda. Não é agradável pensar que teu rosto será desfigurado para ajustar uma estrutura grande como a mandíbula. Também tenho sérias restrições sobre as "mudanças estéticas". Convivo com a mesma mulher há quase oito anos e ela não parece muito insatisfeita. Até hoje, nenhuma outra representante do sexo oposto me disse: "se tu fosse menos QUEIXUDO, seria mais GATINHO". E, além de um tratamento de aproximadamente três anos e uma cirurgia grotesca, ainda insinuam a intenção de cortar minha língua e diminuir o potencial da minha versatilidade como AMANTE.

Saí da Santa Casa um tanto apreensivo. Me lembrei de Johnny vai à guerra. Mas minha preocupação primeira continua sendo conseguir dinheiro para alugar um apartamento e garantir o chopp de cada dia. Com ou sem dor.

30 Comments:

Anonymous EGS said...

PELAMORDEDEUS, FECHEM - MESMO - A INTERNET.

Nada mais pode ser escrito depois disso.

ADEUS.

10:45 AM  
Anonymous Anonymous said...

Impossível destacar a parte mais genial.

Hermano

12:41 PM  
Blogger Francisco said...

Genial o texto. Mas, sério, fiquei com medo. Comecei a sentir dores estranhas na JUNTA da mandíbula também.

Claro que, provavelmente, isso se deve mais ao fato de que eu não tirei os TRÊS dentes sobressalentes na boca e não coloquei um aparelho que vou usar por dois anos. E depois de ler isso, agora mesmo que não vou.

1:05 PM  
Anonymous Bruno Galera said...

Maior jornalista vivo.

Mas eu só faria a cirurgia se estivesse UIVANDO de dor. Mas sou um baita cagão, também.

1:06 PM  
Blogger douglas said...

Bom que vocês gostaram do texto. Agradeço.

Apesar de parecer roteiro de um filme coreano trash, não estou mais tão preocupado com essa cirurgia. Como Bruno disse, vou esperar que a dor se manifeste de forma DECENTE e DIGNA para COGITAR me submeter.

Já joguei bola com OS tornozelos torcidos. Tenho alguma noção do que é dor.

Não farei qualquer coisa nos próximos 10 anos, período em que espero ficar RICO.

E essas coisas são até normais, Francisco. Não te preocupes, A PRINCÍPIO. O que não é comum é evoluir dessa forma que ocorreu comigo.

Abraços.

1:42 PM  
Blogger Renato said...

Baita texto mesmo. Meu maxilar inferior estrala também mas nunca senti dor.

3:14 PM  
Blogger Francisco said...

Mais tarde te conto o que minha mãe me contou sobre o que acontece quando essa cirurgia dá errado. É a cereja podre nesse sundae de trasheira.

4:40 PM  
Anonymous nego said...

toca aqui, douglas. também me enquadro no DIAGNÓSTICO, assim como meu irmão. ele também já ouviu essa recomendação, anos atrás. mas ele não sente dor, e também ficou meio receoso de acordar com OUTRO ROSTO - pq o queixo pra dentro faz baita diferença. também deixou pra lá.

eu fiquei sabendo que meu queixo tava BAILANDO logo no começo do processo, através do meu ortodontista. tava no primeiro semestre da Fabico e fiz uma redação constrangedora a respeito pra aula da MAGALI. hshshs.

6:20 PM  
Blogger douglas said...

Nego, é bom saber que NÃO ESTOU SÓ. shrhs

Enquanto apenas estalava, não havia problema. Mas agora começou a aparecer alguma dor e sinto a MANDÍBULA com atrito na articulação, quase o tempo todo num ROÇA-ROÇA GOSTOSO com o maxilar superior.

Também não curto a idéia de encarnar o modo VANILLA SKY, como bem lembrou o Walter.

7:21 AM  
Blogger Francisco said...

Acho que tu ia notar tanta diferença quanto quando tu faz a barba. Ficar com um cavanhaque ou um handlebar ia ser muito mais radical que essa cirurgia.

Exceto, é claro, que aconteça o mesmo que aconteceu com aquela paciente que te descrevi e teus dentes caiam todos (se bem que os dela apenas QUASE caíram).

6:15 PM  
Anonymous dante said...

não dá bola pra eles, douglas.

tu é lindo assim mesmo.

abrazo.

asdfçldfsaf

10:32 AM  
Anonymous debora said...

tststsss
dra Lídia Yavich.
ela resolve esses bucomaxiloproblemas sem cirurgia. leva no mínimo uns DOIS ANOS, mas melhor que te cortarem os ossos, já que tu não tá com pressa.

4:13 AM  
Blogger douglas said...

Valeu pela dica, Debora. De onde é essa médica? Segundo me disseram, quem comanda a equipe do Hospital Santa Casa é uma das maiores especialistas em QUEIXADA.

De qualquer forma, é provável que eu ainda espere mais uns estalos. hrhsh

11:23 AM  
Blogger Fabrício said...

Passarei pelo mesmo calvário.

Assustado, eu? Mas é claro!

8:53 PM  
Anonymous Anonymous said...

UHauhauhauhaa!
Mew, tu é o cara!
Excelente texto!

Já adicionei no favoritos!

Vou te contar como cheguei no seu blog:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=17800636
(Certo, eu confesso: procurei no google "Prognata") xDDDD

4:24 PM  
Anonymous Sarita said...

Oi moro na Alemanha e vou fazer a mesma cirurgia. Aqui tambem disseram que é a unica saída. Minha mandibula e meu maxilar sao bem desproporcional. Mas só dá pra ver de perfil. Minha cirurgia é no final do mes (27/08/07). De acordo com os medicos, serao 5 horas de op., uma semana no hospital e 6 semanas usando as borrachinhas que seguram os dentes. Eles dizem que após uma semana, quando eu chegar em casa, já poderei comer coisas nao muito duras, e 6 semanas sem mastigar nada muito duro. Acho que vou emagrecer, essa é a parte boa (hehe, humor negro...). Se quiserem depois conto aqui como foi tudo. Tenho procurado pessoas que passaram por isso para eu ter uma ideia, mas ainda nao encontrei, todos tem pavor da cirurgia e acho que estao esperando que eu faca primeiro, hehehe. Bom t+!

1:16 AM  
Anonymous Anonymous said...

Sarita e pessoal: de momento estou em casa a recuperar da tal operação que todos falam. A recuperar bastante bem e sem grandes cuidados complicados. Fiz a operação porque já eram bastantes dores, as articulações dos maxilares estalavam constantemente, muitas vezes os maxilares prendiam e não abria a boca completamente, os dentes (mastigar), e mais algumas coisas relacionadas com o avanço do maxilar inferior. Também fiz a operação em grande parte por conhecer duas pessoas que já a tinham feito. Sempre me disseram que valia a pena o esforço da recuperação. Quanto à operação não é assim tão complicado hoje em dia. Duas semanas depois da operação é a parte que se tem que ter mais paciência. Não é que se tenha grandes dores mas devido à operação que é a cara fica bastante inchada e tem que se estar constantemente a por gelo nas faces da cara. Os primeiros dias depois da operação eram estranhos quando me via. Não me lembrava dos meus traços de rosto antigos e não reconhecia os novos. Talvez essa parte tenha sido a mais complicada. Ao fim de duas semanas já não tinha essa sensação e os meus amigos dizem que não estou assim tão diferente, o que é bom porque não queria mudar de cara, apenas corrigir o encaixe da boca/maxilares.

7:56 PM  
Anonymous Maragato said...

Excelente post, cara. Parabéns. E boa sorte a ti e a todos que forem encarar esse processo. Me identifiquei parcialmente com a situação, pois tenho a sensação de que minha língua faz constante pressão nos dentes e quando paro pra pensar nisso dá uma certa agonia, apesar de não conseguir chegar nem perto de lamber meu nariz. Valeu!

8:56 AM  
Anonymous Anonymous said...

olá todos... qdo eu tinha dez anos decobri que era uma prognata! fiz d etudo para não ter que me operar()apesar de um dentista ter me dito que a minha única solução seria a cirurgia) , não acreditei nele.. procurei uma das melhoras dentistas da cidade para tentar resolver o meu problema! tentamos, e o resultado apesar d enão ter sido o melhor, foi agradável! tive sorte pq procurei essa dentista ainda qdo criança. os dentes corrigiram.. os inferiores foram para tras dos superiores. Mas hj tenho vinte anos, e o queixo grande ainda me incomoda esteticamente( acredito que não sinto nenhuma dor em decorrência do meu problema)... e pela estética resovi fazer a cirurgia. Hj tem dois meses que coloquei o aparelho para essa tal cirurgia , e me encontro contando os minutos para que eu possa fazer logo essa bendita!
não que eu seja uma pessoa de extrema coragem... mas quem ja fez diz não se arrepender!
beijo e sorte a todos

6:05 PM  
Blogger Kayra said...

This comment has been removed by the author.

4:25 PM  
Blogger Kayra said...

This comment has been removed by the author.

4:27 PM  
Blogger Kayra said...

Oii,e se eu te disesse que o meu problema é o mesmo?!,parece até que tu pegou minha história e colocou aí,eu até usei aparelho mas não usei o principal que era as drogas da liga que dói pra caramba e pra completar fiquei com o queixo grande e horrível tô querendo fazer cirurgia mas tô morrendo de medo de não adiantar e ficar com esse queixo de tamanco,será que eu fazendo a cirurgia deixarei de ter esse queixo ridículo?(sem falar nas dores na nuca que ando sentindo,e as dores de cabeça,ja senti dor de coluna e só vivo assim.)eu tenho 13anos se você tiver a resposta pra essa desesperada pergunta me envie um e-mail:kakah.yumi@gmail.com

Espero que você encontre ou já tenha encontrado o seu apartamento e garanta seu chopp de cada dia.
Obrigada

4:29 PM  
Anonymous Anonymous said...

Oi Kayra.. eu aconselho vc a fazer sim!!!!

conheço algumas pessoa que fizeram.... e u vou fazer! o resultado estético é garantido... e se houvesse maiores complicações, as pessoas que já passaram por isso com certeza iriam dizem que estavam arrpendidas.. e não é isso o que acontece!

espero poder ajudado!
beijos a todos!

4:38 PM  
Anonymous Anonymous said...

h� Kayra,m e eu tinha que usar a droga daqueleas liguinhas tb!

4:39 PM  
Blogger YES!PAN said...

sou cristiane moro em santos litoral de sp tbm sou um pouco prognata e quero fazer uma cirurgia mas dizem que é horrivel!por outro lado se eu não fizer agora fatalmente me tornarei ainda mais prognata com decorrer dos anos.

5:24 PM  
Anonymous doda said...

eu só preciso dizer que te amo, não me importa o que os outros vão pensar.

6:19 AM  
Blogger cj-guilherme said...

Boas pessoal, eu sou um pouco prognatam mas... penso que nao sou dos "extremos" simplesmente nao consigo trespassar a minha dentada superior pra frente porque a dentada debaixo nao deixa, parece ser de familia. Eu de cirugia so de ouvir falar assustumo, ainda por cima agora que estou naquela idade onde se descobre mais coisas (adolecencia) x(. No dentista onde fui eles disseram me que teria que usar aparelho 2anos e a noite usar outro tipo de aparelho que se punha mesmo na cabeçase assim fosse até seguia com a ideia, agora se ao final de dois anos me dissessem que so se resolvia com cirugia nao sei o que faria, ajudem me na decisao.

Lisboa, Portugal

12:15 PM  
Anonymous Marlon Pinheiro said...

Tb sou um prognata! Minha arcada inferior fica pra frente da superior. Mas não sinto dores não. Esteticamente, não modificou quase nada meu rosto pra frente. Mas me sinto incomodado com essa mordida inversa... Mas tenho muito medo da cirurgia. Minha cunhada é cirurgia ortodontica... Me falou ( que nem o CJ-guilherme ) que com um aparelho usando 2 anos e o mesmo esquema ali falado, mudaria tudo! Bem... por enquanto vou ficar assim sem nada... Mas te falar que queria ser normal, queria... :(

6:59 PM  
Blogger pádia machado said...

Tenho um amigo que tinha o mesmo problema de queixo (mandibula) grande, segundo o medico nao pararia de crescer e fez a cirurgia...isso ja a uns 6 anos...eté hoje assusto quando o vejo...é outra pessoa...mudou ate a personalidade dele, os amigos nao aceitaram muito bem o seu novo rosto e ele percebia o desconforto (que devia ser bem pior pra ele, claro), em pouco tempo arrumou uma namorada e casou se afastando tb dos amigos...é muito estranho...

6:42 PM  
Anonymous Anonymous said...

Ola pessoal... pois é isso mesmo, a estetica atrai o interesse e o carater mantem os verdadeiros amigos...
Nao é esse prognatismo grau lll, que vai me impedir de ser, chegar e conseguir alcancar meus objetivos.
Por que bem sei que por varias vezes fomos de certa forma submetidos ao preconceito por pessoas sem carater algum ou ignorados por sermos os 3% da sociedade que herdamos essa hereditaria condicao facial um pouquinho desproporcional que verdadeiramente nos incomoda. Mas há quem diga que mesmo assim aprendeu a se aceitar desta forma.
Aprendi a compensar a falta de estetica com a propria estetica. Quando jovem e franzino realmente tive dificuldade ate em conseguir namorar, isso sem contar quem nenhuma menina bonitinha quer andar ao lado de um rapaz conhecidamente batizado por apelidos ridiculos. Pois é, dai resolvi cuidar do ainda dava pra ser admirado por elas. Depois de algum tempo de muita dedicacao, ja nem me preocupava mais com isso, pois ja andava recebendo recadinhos e cartinhas ate das patricinhas de nariz impinado do bairro e adjacencias que ja passavam a observar o fisico bem trabalhado que ate entao tinha desenvolvido.
E assim passei a ser admirado por elas e respeitado por eles. E o mais hilario de tudo, bem ao estilo super heroi dos desenhos, queixudos e fortoes, rs... e pra quem nao quer ou nao tem coragem de fazer essa cirurgia, fica a dica: Existem maneiras simples de se resolver certas coisas na vida. Somos como somos, e ainda mais belos do que muitos que julgam nossa beleza.

10:12 PM  

Post a Comment

<< Home